voltar

Informativos

Esclerose Múltipla13/08/2021

Esclerose Múltipla

Esclerose MúltiplaTrata-se de uma doença neurológica provocada por mecanismos inflamatórios e degenerativos que comprometem o sistema nervoso central. Nos portadores de esclerose múltipla as células imunológicas invertem seu papel: ao invés de protegerem o sistema de defesa do indivíduo, passam a agredi-lo, produzindo inflamações fazendo com que as funções coordenadas pelo cérebro, cerebelo, tronco encefálico e medula espinhal fiquem comprometidas.Desta forma surgem os sintomas típicos da doença, como alterações na visão, na sensibilidade do corpo, no equilíbrio no controle esfincteriano e na força muscular dos membros com consequentemente redução da na mobilidade ou locomoção.                                              Estima-se que no Brasil existem mais de 40.000 casos da doença, conforme a atualização da Federação Internacional de Esclerose Múltipla e Organização Mundial da Saúde.A doença atinge geralmente pessoas jovens em média entre 20 e 40 anos de idade, predominando entre as mulheres e as causas envolvem predisposição genética e combinação com fatores ambientais, que funcionam como “gatilhos”:Os sinais e sintomas mais comuns são:Fadiga (fraqueza ou cansaço);Sensitivas: parestesias (dormências ou formigamentos); nevralgia do trigêmeo (dor ou queimação na face);Visuais: neurite óptica (visão borrada, mancha escura no centro da visão de um olho – escotoma – embaçamento ou perda visual), diplopia (visão dupla);Motoras: perda da força muscular, dificuldade para andar, espasmos e rigidez muscular (espasticidade);Ataxia: falta de coordenação dos movimentos ou para andar, tonturas e desequilíbrios;Esfincterianas: dificuldade de controle da bexiga (retenção ou perda de urina) ou intestino;Cognitivas: problemas de memória, de atenção, do processamento de informações (lentificação);Mentais: alterações de humor, depressão e ansiedade.Existe uma série de doenças inflamatórias e infecciosas que podem ter sintomas semelhantes ao da Esclerose Múltipla. O mais importante é integrar conhecimento médico e história de vida do paciente, além de realizar exames físicos, neurológicos e laboratoriais para auxiliar no diagnóstico. O diagnóstico ocorre através de exames específicos e o tratamento é medicamentoso e de reabilitação.Diagnosticar a Esclerose Múltipla precocemente faz toda a diferença. Quanto mais cedo o tratamento é iniciado, maior a chance de modificar o curso natural da doença em longo prazo – reduzindo o número de surtos, de lesões e de sequelas neurológicas. ​Fonte: https://www.einstein.br/doencas-sintomas/esclerose-multiplahttps://www.abem.org.br/

Ler +

Saude Mental e a Pandemia da Covid-1913/08/2021

Saude Mental e a Pandemia da Covid-19

Saude Mental e a Pandemia da Covid-19Múltiplos são os fatores que podem influenciar a saúde mental frente à pandemia da Covid-19. Cada pessoa tende a enfrentar a pandemia de uma maneira diferente.O aumento dos sintomas psíquicos e dos transtornos mentais durante a pandemia pode ocorrer por diversas causas. Dentre elas, pode-se destacar a ação direta do vírus, as experiências traumáticas associadas à infecção ou à morte de pessoas próximas, o estresse pelo distanciamento social ou pelas consequências econômicas, na rotina de trabalho ou nas relações afetivas, desajustes na dinâmica familiar e, por fim, a interrupção de tratamento por dificuldades de acesso.Algumas dicas que podem ajudar a aumentar o bem-estar neste período:Planeje uma rotina mesmo que fique dentro de casa: mantenha horários regulares para se levantar e se deitar;Mantenha os cuidados usuais e rotinas de alimentação;Evite ler ou ouvir demais sobre o tema, busque se informar sobre outros assuntos e evite notícias sensacionalistas ou que tragam ansiedade;Não discrimine alguém que esteja doente. Ajude-o com orientações para a prevenção da transmissão a outras pessoas;Faça atividades relaxantes como meditar, escutar música, assistir filmes, ler livros, fazer cursos online;Cultive os laços afetivos: aproveite a convivência familiar; mantenha contato com amigos por mensagens, ligações ou vídeos;Mantenha os cuidados preventivos: lave as mãos, mantenha o distanciamento social e siga as recomendações das autoridades de saúde;Aceite que pensamentos agressivos e repetitivos podem surgir, controle sua ansiedade e lembre-se de que você não está sozinho. Essa fase logo vai passar!Não deixe de buscar ajuda profissional caso haja necessidade. Fonte: http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/3427-saude-mental-e-a-pandemia-de-covid-19

Ler +

Resultado IDSS 2020 (Ano-Base 2019)

Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS 2020 (Ano-Base 2019)O Programa de Qualificação de Operadoras (PQO) é uma inciativa desenvolvida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS para avalição anual do desempenho das operadoras de planos de saúde. Tem como objetivos o estímulo da qualidade setorial e a redução da assimetria de informação, promovendo maior poder de escolha para o beneficiário e oferecendo subsídios para a melhoria da gestão das operadoras e das ações regulatórias da ANS.A nota do Programa de Qualificação é apurada através do cálculo da média ponderada dos Índices de Desempenho das Operadoras - IDSS. O IDSS é um índice calculado com base nos dados extraídos dos sistemas de informações da Agência ou coletados nos sistemas nacionais de informação em saúde e é composto por um conjunto de indicadores agrupados em quatro dimensões:Qualidade em Atenção à Saúde: avaliação do conjunto de ações em saúde que contribuem para o atendimento das necessidades de saúde dos beneficiários, com ênfase nas ações de promoção, prevenção e assistência à saúde prestada;Garantia de Acesso: condições relacionadas à rede assistencial que possibilitam a garantia de acesso, abrangendo a oferta de rede de prestadores;Sustentabilidade no Mercado: monitoramento da sustentabilidade da operadora, considerando o equilíbrio econômico-financeiro, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com prestadores;Gestão de Processos e Regulação: essa dimensão afere o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais das operadoras junto à ANS. Para maiores detalhes, acesse a página da ANS:PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE OPERADORAS

Ler +

Outubro Rosa26/10/2020

Outubro Rosa

O Outubro Rosa chama atenção para os cuidados relacionados à prevenção, diagnóstico precoce e tratamento do câncer de mama e do câncer de colo do útero, dois tipos de neoplasias bastante frequentes entre as mulheres. O câncer de mama, sozinho, representa quase um terço de todos os casos da doença no mundo. No Brasil, estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) aponta que 66.280 mulheres desenvolverão a doença em 2020. Já o câncer de colo de útero é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina (atrás do câncer de mama e do colorretal - e excetuando-se o câncer de pele não melanoma) e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. A estimativa de ocorrência é de 16.590 novos casos em 2020 no país.   A incidência do câncer de mama cresce progressivamente com o avanço da idade, especialmente após os 50 anos. Por isso se fazem tão relevantes campanhas de conscientização que incentivem o autocuidado e a prevenção. Os principais sinais e sintomas suspeitos são nódulo (caroço) fixo e, geralmente, indolor; mudança na posição ou formato do mamilo; vermelhidão, retração ou aparência de casca de laranja na pele do seio; saída espontânea de líquido pelo mamilo e caroços no pescoço ou axilas. Em caso de alterações suspeitas na mama, é necessário procurar avaliação médica rapidamente.    Entre as medidas que contribuem para prevenir a doença estão a adoção de hábitos saudáveis, como seguir uma alimentação equilibrada, praticar atividades físicas com regularidade, evitar bebidas alcoólicas e manter o peso adequado. Essas ações são capazes de evitar 28% de todos os casos da doença, segundo o Inca. Já o tratamento do câncer de mama pode combinar várias abordagens e envolver cirurgia, radioterapia e quimioterapia, entre outros procedimentos. A avaliação do melhor tratamento para cada paciente deve ser feita pelo médico caso a caso.    O câncer do colo do útero é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano (HPV), sendo uma doença de desenvolvimento lento, que pode não apresentar sintomas em fase inicial. Nos casos mais avançados, pode evoluir para sangramento vaginal intermitente ou após a relação sexual, secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais. A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar um tumor numa fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento. O exame preventivo do câncer do colo do útero (Papanicolau) é a principal estratégia para detectar lesões precursoras e fazer o diagnóstico precoce da doença.  Na saúde suplementar, diversos procedimentos estão disponíveis às beneficiárias de planos de saúde voltados à prevenção, tratamento e reabilitação de mulheres acometidas por essas doenças. Confira a seguir:   Na lista de coberturas obrigatórias dos planos de saúde, estão contemplados procedimentos preventivos e para diagnóstico precoce, como mamografia, exames laboratoriais, pesquisas genéticas, teste de Papanicolau e consultas médicas. Entre os exames para diagnóstico, há ultrassonografias (transvaginal e mamária), tomografia computadorizada, ressonância magnética e PET-CT. No rol de tratamentos, cirurgias convencionais e minimamente invasivas, radioterapias e quimioterapias. E entre os procedimentos reparadores e de reabilitação, destacam-se a reconstrução mamária após mastectomia e atenção multiprofissional (psicoterapia, fisioterapia e nutrição).  Fonte: http://www.ans.gov.br/aans/noticias-ans/consumidor/5997-outubro-rosa-ans-alerta-para-cuidados-com-o-cancer-de-mama-e-de-colo-de-utero

Ler +

Suspensão de Reajustes17/09/2020

Suspensão de Reajustes

Cumprindo a determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, publicada em 31/08/2020, Comunicado nº 085, informamos que está suspensa a aplicação de reajustes dos planos de saúde do período de setembro a dezembro de 2020. De acordo com os critérios definidos pela ANS, neste período não poderá ser aplicado nenhum reajuste. Maiores informações disponíveis em: http://www.ans.gov.br/component/legislacao/?view=legislacao&task=TextoLei&format=raw&id=Mzk2MQ==

Ler +

Resultado IDSS 2019 (Ano-Base 2018)

Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS 2019 (Ano-Base 2018)O Programa de Qualificação de Operadoras (PQO) é uma inciativa desenvolvida pela ANS para avalição anual do desempenho das operadoras de planos de saúde. Tem como objetivos o estímulo da qualidade setorial e a redução da assimetria de informação, promovendo maior poder de escolha para o beneficiário e oferecendo subsídios para a melhoria da gestão das operadoras e das ações regulatórias da ANS.A nota do Programa de Qualificação é apurada através do cálculo da média ponderada dos Índices de Desempenho das Operadoras - IDSS. O IDSS é um índice calculado com base nos dados extraídos dos sistemas de informações da Agência ou coletados nos sistemas nacionais de informação em saúde e é composto por um conjunto de indicadores agrupados em quatro dimensões:Qualidade em Atenção à Saúde: avaliação do conjunto de ações em saúde que contribuem para o atendimento das necessidades de saúde dos beneficiários, com ênfase nas ações de promoção, prevenção e assistência à saúde prestada;Garantia de Acesso: condições relacionadas à rede assistencial que possibilitam a garantia de acesso, abrangendo a oferta de rede de prestadores;Sustentabilidade no Mercado: monitoramento da sustentabilidade da operadora, considerando o equilíbrio econômico-financeiro, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com prestadores;Gestão de Processos e Regulação: essa dimensão afere o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais das operadoras junto à ANS. Para maiores detalhes, acesse a página da ANS:PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE OPERADORAS

Ler +

Cancelamento Assembleia Geral Ordinária18/03/2020

Cancelamento Assembleia Geral Ordinária

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) que assola a população mundial e, seguindo as orientação dos órgãos de saúde, de evitar aglomerações, foi decidido pelo CANCELAMENTO da Assembleia Geral Ordinária, desta Entidade, prevista para esta quinta-feira, 19 de março. Tal decisão, de força maior, visa o bem-estar e saúde coletiva, que são os principais propósitos desta Associação.Contudo, estaremos acompanhando o andamento da situação e de novas orientações dos órgãos competentes da saúde para que possamos definir nova data para este encontro.

Ler +

Campanha da Vacina Antigripal 202009/03/2020

Campanha da Vacina Antigripal 2020

CAMPANHA ANTIGRIPAL 2020A Unisaúde em parceria com a CIA DA VACINA informa a todos as empresas associadas e seus beneficiários que a partir da segunda quinzena de março estarão disponíveis as doses da vacina antigripal.Neste ano, está sendo ofertada a vacina QUADRIVALENTE que contém duas cepas do Vírus A – H1N1 e H3N2 e duas cepas do Vírus B no valor de R$ 60,00 (sessenta reais).Para maiores informações, agendamento ou reserva das doses, entre em contato diretamente com a CIA DA VACINA pelo telefone 3342-0959. A VACINAA Vacina Antigripal previne a Infecção pelo vírus Influenza (que causa a gripe) contidos nas vacinas. Sua formulação contém proteínas de diferentes cepas do vírus Influenza definidas ano a ano conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que realiza a vigilância do vírus nos hemisférios Norte e Sul.É indicada para todas as pessoas a partir de 6 meses de vida, principalmente aquelas de maior risco para infecções respiratórias, que podem ter complicações e a forma grave da doença.É contraindicada para pessoas com alergia grave (anafilaxia), a algum componente da vacina ou a dose anterior. VIA DE APLICAÇÃOIntramuscular CUIDADOS ANTES, DURANTE E APÓS A VACINAÇÃOEm caso de febre, deve-se adiar a vacinação até que ocorra a melhora.Pessoas com história de alergia grave ao ovo de galinha, com sinais de anafilaxia, devem receber vacina em ambiente com condições de atendimento de reações anafiláticas e permanecer em observação por pelo menos 30 minutos.No caso de história de síndrome de Guillain-Barré (SGB) até seis semanas após a dose anterior da vacina, recomenda-se avaliação médica criteriosa sobre o risco-benefício antes de administrar nova dose.Excetuando os casos aqui citados, não são necessários cuidados especiais antes da vacinação.Compressas frias aliviam a reação no local da aplicação. Em casos mais intensos pode-se usar medicação para dor, sob recomendação médica.Qualquer sintoma grave e/ou inesperado após a vacinação deve ser notificado ao serviço que a realizou.Sintomas de eventos adversos persistentes, que se prolongam por mais que 72 horas (dependendo do sintoma), devem ser investigados para verificação de outras causas. Fonte: Material disponibilizado pela Cia da Vacina.

Ler +

Coronavírus27/02/2020

Coronavírus

O que é o Coronavírus?Coronavírus é um vírus que causa infecções respiratórias. Alguns coronavírus podem causar doenças graves como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS). O novo agente do coronavírus (nCoV-2019) foi descoberto no final de 2019 após casos registrados na China.A transmissãoAinda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa. Apesar disso, a transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:Gotículas de saliva;Espirro;Tosse;Catarro;Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.Os sintomas Os sintomas são semelhantes a um resfriado. Os principais são indícios são:FebreTosseDificuldade para respirarVale destacar que o vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.O tratamento Não existe tratamento específico. É recomendado repouso e consumo de bastante água além de outras medidas como por exemplo:Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos)Uso de humidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosseImportante:Ao surgirem os primeiros sintomas, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.A prevençãoEntre as medidas preventivas estão:Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;Utilizar lenço descartável para higiene nasal;Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;Manter os ambientes bem ventilados;Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.Importante: Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).Para a realização de procedimentos que gerem disseminação de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.O Ministério da Saúde brasileiro tem divulgado informações sobre casos suspeitos que estão sendo investigados no país. Fonte: Site http://www.ans.gov.br/aans/noticias-ans/consumidor/5344-coronavirus-confira-informacoes-e-saiba-como-se-prevenir 

Ler +

Resultado IDSS 2018 (Ano-Base 2017)

Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS 2018 (ano-base 2017)A Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, divulgou no dia 16/09/2019 os resultados do Programa de Qualificação das Operadoras. Esta inciativa tem por finalidade estimular a qualidade dos planos de saúde. A nota do Programa de Qualificação é apurada através do cálculo da média ponderada dos Índices de Desempenho das operadoras, composto 29 indicadores distribuidos em quatro dimensões, sendo:Qualidade em Atenção à Saúde: avaliação do conjunto de ações em saúde que contribuem para o atendimento das necessidades de saúde dos beneficiários, com ênfase nas ações de promoção, prevenção e assistência à saúde prestada;Garantia de Acesso: condições relacionadas à rede assistencial que possibilitam a garantia de acesso, abrangendo a oferta de rede de prestadores;Sustentabilidade no Mercado: monitoramento da sustentabilidade da operadora, considerando o equilíbrio econômico-financeiro, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com prestadores;Gestão de Processos e Regulação: essa dimensão afere o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais das operadoras junto à ANS. Em geral, para o ano divulgado, 2017, o Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) foi de 0,7295, sendo 1,0 o valor máximo que pode ser atingido.   Para maiores detalhes, acesse na página da ANS.Programa de Qualificação de Operadoras

Ler +

Os Sinais do AVC06/09/2019

Os Sinais do AVC

 O AVC (Acidente Vascular Cerebral) é a principal causa de mortalidade no mundo. De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, a causa é responsável por cerca de 100 mil mortes ao ano.Para alertar sobre a importância da prevenção, tratamento e reabilitação, foi implementado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) o Dia Mundial do Combate ao AVC, comemorado no último 29 de outubro. A data reafirma a importância do socorro imediato para a redução nas chances de sequelas.De acordo com estudos, são 80 milhões de sobreviventes ao AVC e mais de 50 milhões vivem com alguma incapacidade permanente. Por isso, a importância de informações ao público leigo que pode reconhecer sinais do AVC através de quatro medidas simples, que seguem a abreviação “S.A.M.U” para fácil memorização:  Sorria – Peça para a pessoa dar um sorriso. Caso um dos lados da face, entorte ou paralise, é provável que seja um AVC.Abrace – Veja se a vítima consegue levantar os dois braços. Se um deles cair, trata-se de outro sintoma.Música – Incentive a pessoa a repetir uma frase de música. Não conseguir pronunciar corretamente também é uma indicação de AVC.Urgente – Caso tenha identificado alguns dos sintomas, ligue para o serviço de Urgência/Emergência mais próximo. Fonte: https://www.amib.org.br/noticia/nid/dia-mundial-do-combate-ao-avc-alerta-para-a-importancia-do-socorro-imediato/ 

Ler +

Setembro Amarelo 201906/09/2019

Setembro Amarelo 2019

10 de Setembro - Dia Mundial de Prevenção ao SuicídioDurante muitos anos, suicídio encontrava-se como uma das causas externas de mortalidade à sombra pelos elevados índices de homicídio e acidentes com veículos. Após levantamento dos índices de morte por suicídio e o crescente número, os dados se tornaram ainda mais alarmantes. Números apontam que são registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e aproximadamente 1 milhão no mundo. Já é sabido que cerca de 96,8% das vítimas tinha algum transtorno mental, diagnosticado ou não, geralmente não tratado ou tratado de forma inadequada.A prevenção do suicídio é uma ação que precisa ser pensada durante todo o ano. Apesar do foco da campanha estar no mês de setembro, a conscientização não pode parar.Por este motivo, a identificação e avaliação do risco suicida são competências que dizem respeito a toda a rede de saúde, sendo fundamental que todos estejam capacitados para realizá-la, por se tratar de uma grande questão de saúde pública mundial.  Fatores de risco possíveis de se identificar:Transtornos mentais: Depressão, bipolaridade, uso de drogas lícitas ou ilícitas, esquizofrenia e transtorno de personalidade.Histórico Pessoal: Tentativa préviaIdeação Suicida: Comentários que demonstrem desespero, desesperança e desamparo. Atenção às expressões “Eu desejaria não ter nascido”, “eu preferia estar morto”, “caso não nos encontremos de novo”.Fatores estressores crônicos ou recentes: Eventos estressantes significativos como separação, perda de uma pessoa próxima, prejuízo econômico e social.Organizar detalhes e fazer despedidas: Comportamentos que sugiram uma preparação para o suicídio como bilhetes, mensagens, testamentos etc...Meios acessíveis para suicidar-se: Acesso à arma de fogo, locais elevados, medicamentos etc...Impulsividade: Ato motivado por eventos negativosEventos Adversos na Infância e na Adolescência: Maus tratos, abusos, uso de substâncias, falta de apoio social e afetivo.Motivos aparentes ou ocultos: Comentários como “acabar com a dor”, “encontrar descanso”, etc...Presença de outras doenças: Doenças crônicas como neoplasias. O Tema da campanha 2019 é: ‘Suicídio: informando para prevenir’.Maiores informações disponíveis no site https://www.setembroamarelo.com/Fonte: https://www.setembroamarelo.com/blog   

Ler +

Home
Home
Unisaúde
Unisaúde
Área da Empresa
Área da Empresa
Área do Prestador
Área do Prestador
Área do Beneficiário
Área do Beneficiário
Guia Médico
Guia Médico
Planos
Planos
Dúvidas
Dúvidas
Reajustes
Reajustes
Informativos
Informativos
Ouvidoria
Ouvidoria
Fale Conosco
Fale Conosco
Política de privacidade
Política de privacidade
Compromisso da gestão
Compromisso da gestão
Fale com o DPO
Fale com o DPO
Localizacão
Localização
 
Site Celular
Imagem

2021 © Associação Unisaúde Marau - Política de Privacidade

D4Sign
Desenvolvido por 
Objetiva Software